sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

TURQUIA - parte 4: Comidinhas

* Para a parte mais gostosa da viagem, a dos restaurantes, fizemos uma lista de todos os lugares indicados nos guias e pelos amigos. Tentamos ser fiéis ao roteiro gastronômico, mas lá pelo quarto dia de viagem, você acaba desencanando dele e tentando achar os seus próprios restaurantes. Pelo menos no almoço, no meio das caminhadas sem fim. As dicas acabavam sobrando para o jantar. Trouxe uns três kilos a mais como lembrança da Turquia. Com prazer. =)

* Levamos três guias, mas normalmente, os guias de viagem indicam restaurantes muito "afetados" com cozinha internacional. Ou até com cozinha local, mas com pratos típicos "revisitados". Fomos a pelo menos dois deles. Muito bonitos, vista incrível, comida deliciosa e tudo mais, mas não estávamos atrás do SPOT turco, então passamos a ignorar esse tipo de restaurante.

* As dicas do blog da Alê Blanco, o Comidinhas (clique para ir direto ao post sobre restaurantes em Istambul), foram super aproveitadas e também as dicas do guia Addresses Istambul: uma cidade fascinante, das cariocas Dalal Achcar e Katia Mindlin Leite Barbosa. Depois falo mais sobre esse guia, ele salvou a nossa viagem!

* Algumas das comidinhas imperdíveis de Istambul & Capadócia:

As entradinhas, ou "mezzes" ("refeição rápida") são as mesmas em todos os restaurantes. Deliciosas, mas não curti o charutinho de uva frio (gelado!).
Restaurante HAVUZLU @ Grand Bazaar. Anotem esse nome, porque só dá para achar perguntando a alguém que trabalhe lá dentro do mercadão. A comida é otomana e deliciosa. Na foto não fica bonito, mas esse mistureba de bife, ervilhas, berinjela e batatas estava per-fei-ta.
Azeitonas do Bazar de Especiarias. Compramos um saquinho variado delas, uma porção de queijos desconhecidos, amendoins torrados com gergelim, bagels e pãezinhos que vendem na rua e um vinho turco. O jantar foi no hotel mesmo:
Os três pratos abaixo são do restaurante Leb-i-Derya, uma das dicas da Alê. Fica no sexto andar de um hotel na Av. Istiklal (clique no link do rest. para os endereços) e a vista é realmente incrível.
Um kebab muito chique. =) Misto: frango, vitela, carne bovina e de cordeiro.

Kebab de frango com canela, purê de abóbora e marmelo grelhado.
Mezzes @ Restaurante HAMDI, ao lado do Bazar de Especiarias e super tradicional. O pão, feito na hora, é o "pide".
Nosso primeiro almoço na Capadócia, em um restaurante minúsculo indicado por um local como o "melhor kebab da região". A região, "no caso", é Avanos. Seçkin Kebap. Apimentado e muito muito gostoso. Cortei da foto, mas a salada Çoban (fala-se "tcho-ban" salatasi) foi eleita a nossa favorita: tomate, cebola roxa, pepino e muita salsinha. Um vinagretão. =)
Esse prato eu postei antes, o "pottery kebab". Esse da foto é o de frango, acompanhado novamente pela salada Çoban e por um arroz que parecia cuscuz marroquino. Depois de pronto, o garçom quebra o potinho de argila e esse picadinho delicioso está lá dentro. Não esfria nunca. =) // O restaurante Royal Cappi fica em Göreme e não tem como não achar, pois o "centrinho" da cidade só tem uma avenida pequena. Não há endereço, só um número (50180) e um telefone. Em todo o caso, se precisar: tel. 0384 271 29 05.
Finalmente o "nosso" churrasquinho grego, aquele de rua: o Döner Kebab (*literalmente, "espeto giratório"). E o churrasquinho é turco mesmo, viu, li aqui. Pedi o meu no pão pita. Não temos o nome desse restaurante porque são vários na rua (perto das Mesquitas principais, Sofia e Azul) e entramos escolhendo pela aparência do "churrasquinho" preparado do lado de fora.
Nosso último jantar, novamente em Istambul, no bairro boêmio Beyoglu (fala-se Bey-o-lu). Passear pelo bairro à noite foi uma dica que todos os amigos nos deram. Realmente, ele ferve de turistas e locais, muitos jovens, aquela atmosfera quase hipponga. Também passeamos por lá durante o dia e foi uma das melhores caminhadas da viagem. À noite, todos os restaurantes estavam lo-ta-dos (mesmo com um frio de zero grau!!) e como não fizemos reserva ('fica a dica!'), tivemos que escolher um que tinha mesa... Acabamos, na sorte, no Refik, outro bem tradicional da região e com as famosas mezzes acima. O garçom traz todas essas opções numa bandeja gigantesca e você pega as que vai comer como entrada.
Doces: "Turkish Delight", Halva, Baklava, Kadayif e, nos vidrinhos de conserva, nozes & amêndoas ao mel.
Para encerrar, o café turco, servido nas tradicionais xícaras de cobre, no restaurante LIL'A. Achamos MUITO forte, não há açúcar que adoce isso. =)
--> LINKS & INFO:

* Para mais informações sobre o restaurantes, clique nos links nas legendas das fotos!

* No inverno tudo muda. É sempre bom checar se aquele restaurante abre naquele horário... Os lugares com mesas só em terraço ou em jardins, por exemplo, estavam fechados!

* Não coloquei foto da comida, mas vale conhecer o restaurante LIL'A, na Capadócia. Fica dentro do hotel THE MUSEUM (um dos "cave hotels" da região) e serve comida otomana e pratos típicos da Anatólia Central. Delicioso, bom vinho e um ambiente super aconchegante. O hotel também era LINDO (e caro), olha só: Museum Hotel.

* Para ver a descricão de todas as mezzes, clique aqui. Leia antes de se aventurar. =)

* Adorei ler sobre as origens do döner kebab, ou churrasquinho turco, ou churrasquinho grego. Aqui.

* Leia e imprima o post do Comidinhas sobre Istambul. Além dos restaurantes que você tem que conhecer, ela descreve as frutas da região, os doces, as bebidas e os sabores. Não tenho vocabulário -nem conhecimento- para tanto!

* Aos poucos estou subindo todas as fotos lá no Flickr!

--> POSTS ANTERIORES:

[ Turquia - parte 1: Turcos ]
[ Turquia - parte 2: Estrada ]
[ Turquia - parte 3: Paredes ]

3 comentários:

Camila disse...

Ótimo seu roteiro de viagem. Deu vontade de viajar agora para lá.

João Miguel disse...

Se eu pudesse, eu favoritava este post eternamente. Que coisa bonita é comida bem preparada... Água na boca.

Bean Jean disse...

que coisa boa que é comer bem, né, João? =))