quarta-feira, 28 de maio de 2008

Nome Próprio


* Uma das grandes desvantagens do Twitter é a preguiça que dá em pensar em um texto com mais de 140 caracteres. A gente se acostuma a ler e a escrever só o essencial, mesmo que esse essencial às vezes não passe de um "quero Doritos".

* Eu queria ter falado do filme do Murilo Salles logo no dia que vi, mas daí a gente sentou no bar e discutiu e discutiu e discutiu tanto até não ter mais o que discutir. Daí falamos no twitter, pelos emails, e de repente parece que já esgotamos o assunto. Só que esse jeitão tosco de discutir um filme (mesa de bar-email-twitter) tem muito mais a ver com o Nome Próprio com que qualquer outro filme. Ele te dá essa vontade de discutir com urgência, não sentada aqui tentando elaborar um texto coerente. Mas enfim (adoro quem fala "enfim" pra tudo), também não teria sentido deixar a Camila (personagem principal e um "alter ego" da escritora Clarah Averbuck) fora do blog, lugar que ela praticamente (re)inventou.

* A sessão foi especial para "blogueiros" e simpatizantes. O nível de nerdice na sala era elevado, dá para imaginar.

* Para quem não tem a menor idéia do que estou falando, Nome Próprio é uma colagem de textos beeem livremente adaptados dos livros da Clarah "Máquina de Pinball" e "Vida de gato", além de seus textos publicados no blog.

* Camila, representada por Leandra Leal, tem o cabelo de Clarah, o jeito da Clarah, a ansiedade dela, é inquieta como ela, mas não é ela. E ela quer que deixe isso bem claro. Mas - juro - não dá. É difícil apagar a imagem da Clarah e ver uma outra pessoa ali. Mas vamos tentar...

* Eu sempre sou chata com o cinema nacional. Acho a maioria das histórias repetidas, sem inspiração, nada criativas e muito "herméticas" (como o próprio povo de cinema gosta de dizer). O que mais me agradou no filme do Murilo Salles foi o aqui-agora da história. É atual, é urbano e é jovem. Eu consegui me identificar com ele, e até em alguns momentos, com ela. Como não? Camila vai à Casa Belfiore, ao Milo e ao Filial. Ela gosta de rock, mesmo que a trilha do filme não seja lá essas coisas. Ela acha que escrever é a melhor terapia e que um dia os blogueiros vão salvar o mundo (tô inventando, mas é relevante). E ela ainda chega da balada, liga o computador e dá aquela checadinha básica nos emails... =))) Acho que a minha identificação com ela acaba aqui.

* Camila é corajosa, descarada e determinada, mesmo que suas cagadas neguem isso o tempo todo. Bebe, dá escândalo (a cena da briga no Filial dá vergonha alheia de verdade), fala & escreve o que pensa e o que não deve, se ilude com os meninos, quebra a cara várias vezes e... começa tudo de novo.

* Não acho que seja um filme para todo mundo. É para alguns-poucos. Nem acho que seja uma obra-prima, mas fico feliz quando vejo um filme nacional que consiga colocar um tiquinho do meu mundo na tela.

* Leandra Leal é o filme, ou como saiu na divulgação, é atriz em um "filme-performance". O resto do elenco é fraco de doer. Não sei o que acontece na preparação de atores por aqui, mas respiração ofegante normalmente é confundida com boa atuação! Os meninos trabalham tão mal que não convencem. "A 'Camila' nunca gostaria de um coxinha desse", ouvi alguém dizer na sala. haha Ok, elenco não tem que ser bonito, mas ser mais natural e menos "escola Wolf Maya de atuação" ajuda. Algumas falhas de contiuidade, os efeitos das letras nas paredes poderiam ser mais ousados (o "Into The Wild" do Sean Penn arrasou nessa idéia), figurino ok, uma câmera (ou um boom) aparece na cena da praia... São detalhes que - tirando alguns atores - não atrapalham em nada. Nem sei se vimos a versão final, na verdade.

* Quero saber o que vocês acharam! Pode ser por aqui, na mesa de um bar, no twitter... =))

* O filme tem um blog. Muito bem escrito a várias mãos, por sinal. Lá você pode saber o que a Clarah Averbuck achou do filme, ler um depoimento do Murilo Salles, participar de promoções (quer ver o filme de graça?), curiosidades, etc.

* Estréia oficial no dia 18 de julho. Olha o teaser que legal:



--> Vários Links:

[ Blog Nome Próprio ]

[ Blog Clarah Averbuck ]

[ Blog Leandra Leal ]

[ Twitter Nome Próprio ]

[ Ficha Técnica do filme ]

2 comentários:

Thais disse...

poxa, imagina quando que eu vou poder assistir? :((
deu taaanta vontade!

Regina S disse...

me deu muita vontade de ver tambem, não vejo a hora de estrear no resto do país...