domingo, 27 de agosto de 2006

Tem que chover no sábado?

1- Chove muito, e depois de 40 minutos frustrantes na fila do Milo, voltei para casa.

2- Com essa história do post do Estiva, me lembrei daquele não-show da não-banda "I Love Miami" na primeira festa da Funhouse, lááá em 2003. "É polêmico Brasil!". Indie a-do-ra discutir tudo muito seriamente. Recebi até um "hate mail" hoje de alguma groupie do Sebá. Isso porque deixei bem claro que tinha achado o show interessante até certo ponto.


3- Comprei a WIRED de setembro, com uma capa pink do Beck. Foto caseira da revista que falei no post anterior, FILTER de 2005 e a desse mês. Mesma carinha de cachorro abandonado, mas os cabelos... A Wired está ótima, e tudo que está lá muito nos interessa: vários artigos sobre blogs e afins. Além da chamada "Bands are taking over" que faz você comprar a revista na hora. Dá para ler algumas coisa online, mas vale a pena comprar só pelo especial "renascimento da música", e pela matéria com o site-paraíso-indie Pitchfork!

4- A parte consum-Ista do dia foi bem engraçada. Tudo porque uma ida à FNAC para comprar ingressos nunca é uma ida à FNAC só para comprar ingressos. São duas horas de peregrinação por cds, e mais duas lendo revistas que não vamos comprar. Descobrimos um café que vende uma covardia de cheesecake com sorvete de creme e molho de framboesa, um desbunde, bem ao lado da pracinha que tem feirinha. E 600 calorias mais tarde, sofremos uma tentativa de assalto na esquina da Consolação com a Paulista. Demoramos a perceber que era um assalto, na verdade, e ainda fomos educadas com o moleque, que quase quebrou o vidro do carro de raiva. Tenso.

5- Tem uma versão disco da música "Young Folks" do Peter, Bjorn and John circulando por aí. Já ouviu? Posso mandar o mp3, não sei colocar aqui.

6- Momento inusitado do show do GRAM sexta-feira no Studio SP. Uma participação do Tato do Falamansa ("hahahaha mas eu tô rindo á toa!", néam?). Passado o susto, e alguns gritinhos de "Toca Calypso!" depois, ouvimos um "u-huuu" lá longe. Era essa mesmo: ele ia cantar, corajosamente, "Where's my mind?" do Pixies (dá para ouvir essa música no link). Medo! Mas o GRAM segurou tão bem a música, que o choque da voz fininha do Tato tentando fazer o Frank Black passou batido. Quer dizer, a gente dá um desconto. Foi arriscado: a média de idade na casa era de...17 anos, achei que ninguém fosse conhecer a música. O show foi lindo, do começo ao fim. Também teve Edgar MTV cantando/tocando Beatles e uma turma incansável de fãs. Uma idolatria que eu não via desde os Los Hermanos. E de sexta em sexta aquilo foi bombando de uma maneira, que no último show da temporada todo mundo cantava todas as músicas novas.

7- Vou ver o DVD do Donnie Darko . Esse site é bom, não? Só perde para o do filme Amnésia.

8- Eu acesso o blog dos "Savage Chickens" todos os dias. Sempre tem uma charge fofa de algo atual. Já até coloquei uma no post "Blogosfera" do Sampaist. Mas esse ganhou: "Snape's on a Plane", dá uma olhada.

Um comentário:

Flávia Durante disse...

Ana, bota os emepetrezes no www.mandeibem.com.br