quarta-feira, 4 de julho de 2007

Seleção V.A.

* A semana nem bem começou e já tenho muita vergonha alheia para comentar.


* Para começar, a transmissão AO VIVO do Prêmio Multishow de Música Brasileira, que fiz questão de assistir até o fim. Adoro transmissão ao vivo que começa dando errado, já que a probabilidade de que todo o resto desmorone é muito grande. Nem teve tanto desastre além dos vencedores (isso basta), mas a abertura techno com um Gilberto Gil enlouquecido ganhou na bizarrice. Ele ficava correndo de um lado pro outro do palco, a techneira rolando ao fundo, e ele berrava coisas do tipo: "www!", "internet"! O Horror.

* Dá só uma olhada nos vencedores: Rogério Flausino como melhor cantor, Charlie Brown como melhor música, Ivete como melhor CD, e um tal de Champignon como melhor "instrumentista". Vamos fugir daqui logo!

* Fernanda Torres fez o favor de anunciar logo de cara, ainda nos bastidores, a maior surpresa da noite. Respondeu quando perguntaram se estava nervosa: "Tô não. Estava vendo o Chico Science, quer dizer, o Nação Zumbi ensaiando com o Paralamas". Os outros 4 apresentadores, sem saber que o segredo já havia sido revelado, passaram toda a noite fazendo um suspense sobre a "atração surpresa" que veríamos no final da premiação. Tchanammmm: era Nação Zumbi + Paralamas, em uma confusão sonora de doer.

* Mudando de canal, e logo após o show de horror na Multishow, isso:

Sem Comentários

* Detalhe: elas ainda estão tentando fazer uma versão do "Eeeeeww" da Paris Hilton em português. Que vergonha...

* Final de noite: Jô Soares!, que só agora eu descobri, está imitando do jeito dele o quadro "Small Town News" do David Letterman. Só isso já é vergonha alheia o suficiente. No quadro do Gordo ele não lê notícias bizarras, mas lê placas bizarras. Tipo aquelas que servem de decoração no bar Exquisito, sabe?

* Pelo menos, ele dá a fonte. Coisa rara. As placas do Jô saem do site Placas Ridículas, que é bem engraçado.

* Para fechar, o programa teve aquele cara dos anos 80 que pedia pra gente trocar o cachorro por uma criança pobre, o Eduardo Dussek, cantando... marchinhas de carnaval.

6 comentários:

Kamille disse...

E o Dinho Ouro Preto, que foi escalado pra apresentar em cima da hora e, em vez do nome das indicadas, disse logo que a Ana Carolina era a melhor cantora?

Eu tava lá, não sabia disso da Fernanda Torres estragar a surpresa, rs.

fernanda disse...

eu troco várias crianças (ricas ou pobres) por seres de outras espécies.
nossa, que preguiça daquela música.
:)

Bean disse...

é verdade, Kamille! eu estava no telefone comentando as gafes com uma amiga e perdi essa!

Liv disse...

Eu ia comentar justamente a gafe que a Kml citou. Neguinho nos bastidores ficou morrendo de vergonha alheia.

Liv disse...

Ah, sim. Esqueci de dizer que fui eu que liberei a entrada de Mr. Santoro na festa do prêmio. ERRRRPETÁÁÁÁCULO!

Wellington Almeida disse...

Paris who?