sexta-feira, 17 de novembro de 2006

Anedotas Suecas

Continuando o
papo sueco abaixo, link para a história musical da Suécia do Wikipedia, que está bonitinho.

Eles até me fizeram lembrar que, além do Abba, dos vikings e dos suícidios juvenis, a Suécia trouxe o Roxette ao mundo.

Ângelo, o amigo admirador de suecas, investe na teoria de que se não estão fazendo bandas, os suecos estão se matando. Exagero? Nada.
A *Cena sueca bomba pela falta do que fazer, aparentemente.

Diz o Ângelo:

"Mas deve ter um pouco de verdade nisso. Fui pra lá no verão, passei frio e não arrumei nada muito interessante pra fazer. Se soubesse tocar alguma coisa, talvez fosse famoso hoje. E conheci uma adolescente descolada que foi se apresentar COM OS PAIS NUM CORAL no centro de Estocolmo e achou o máximo!! Repito: adolescente descolada, dessas que na época escutavam Belle& Sebastian.

Não tenho fotos, porque me roubaram tudo. Mas se na capital é assim, imagina no interior. Um outro adolescente, esse da Lapônia, disse que no inverno ou saía pra andar de "moto de neve" ou ficava em casa sem fazer absolutamente nada. E no verão, ele ia nadar pelado no lago com os amigos (tipo 15 graus). Que beleza!"
O ócio gelado e criativo da Suécia. Tá tudo explicado.

Um comentário:

Flávia Durante disse...

Sem nada pra fazer e ainda com dinheiro do Rei tem mais é que montar banda mesmo! O Governo banca tudo por lá, estúdios, instrumentos, financia turnês e o escambau!