terça-feira, 3 de abril de 2007

Anedotas do Busão: Bananas x Bush

* Ontem, na mesma linha amarela Aclimação-Princesa Isabel de sempre, um hippie de chinelo, cabelo encaracolado, camiseta de uma casa de material de construção, e bolsinha de carteiro sentou ao meu lado. Nada demais, tirando o fato de que se ele estivesse em um filme fazendo o papel de um hippie, eu acharia a caracterização estereotipada demais.

* Eu sei que se eu dissesse que ele entrou no ônibus carregando não UM, mas DOIS cachos de banana, ninguém acreditaria. Ele era um estudante, com livros na bolsinha e tudo, e carregava bananas para casa.

* Apesar dos 6 assentos livres que eu contei, ele sentou ao meu lado. E foi da Avenida Angélica, esquina com a Maranhão, até a Avenida Paulista, reclamando da televisão dentro do ônibus. Primeiro ele levou um susto, porque a TV estava realmente alta. Quando ele entrou ainda tinha um cara ensinando ao povão "a NUNCA emprestar o cartão de crédito". Soltou uma frase do tipo "acham que o povo é ignorante". Depois ele foi achando até engraçado, riu das previsões astrológicas. Até que apareceu uma propaganda do McBacon. Minha viagem do corvo começou ali.

* Nessas horas, eu agradeço muito por morar perto da Paulista. Porque quando ele começou a esbravejar contra "o sistema", e contra o Bush, e contra os EUA e todos os americanos do mal, e contra o governo e o capitalismo, e contra o desperdício de dinheiro com aquela TV... eu já estava com os pés no Conjunto Nacional.
* Pensa. Um hippie com bananas falando mal do McDonald's. Parece até filme panfletário, mas não é.

3 comentários:

Angelo disse...

Carol, manda esse post pro Ivan Lessa.

ju disse...

hahahaha.
adorei.

Kamille disse...

Hahahaha.
A vida real supera QUALQUER roteiro de ficção.